CORTIÇA: PRINCIPAIS CARACTERÍSTICAS, USO E CUIDADOS!

cortica

Cortiça, afinal o que é? Cada vez mais presente no nosso dia-a-dia e com diferentes aplicações, saiba tudo sobre esta impressionante matéria-prima, descubra como é possível transformá-la para ser usada com diferentes finalidades e saiba quais os principais cuidados para prolongar o bom estado de uma peça, com a cortiça na sua composição.


#Cortiça, uma matéria-prima de excelência, tipicamente portuguesa

O que é a cortiça? Nada mais simples, é a casca do sobreiro, um tecido vegetal 100% natural. É extremamente leve e tem um poder isolante devido à presença de suberina – uma substância lipídica - na sua composição.

O sobreiro ganhou relevo, importância e respeito sobretudo por esta particularidade que tem, a capacidade de produzir uma casca exterior homogénea, formada por um tecido elástico, impermeável e bom isolante térmico, a cortiça. É uma árvore de grande longevidade, consegue viver em média 150 a 200 anos e com uma enorme capacidade de regeneração.

A cortiça só deve ser extraída pela primeira vez quando o sobreiro atinge entre 25 a 30 anos. Essa cortiça, por vezes com uma espessura considerável, é denominada de virgem e diferencia-se substancialmente das cortiças que posteriormente serão extraídas. Existe um período de tempo específico para proceder à extração da cortiça, entre Maio e Agosto, e um intervalo de tempo entre extrações, 9 anos. Durante estes anos, o sobreiro permanecerá intacto, a regenerar-se. A extração da matéria-prima é sempre realizada por profissionais altamente qualificados para o desenvolver.

Portugal é responsável por mais de 50% da produção mundial de cortiça, contando com uma área de 730 mil hectares de sobreiros. Espanha, França, Itália, mais recentemente Marrocos, Argélia, Tunísia, são os produtores que assumem os restantes 50%.

 

#Cortiça e as suas diferentes aplicações

A cortiça é uma matéria-prima nobre com múltiplas aplicações e características únicas que constroem o seu enorme potencial. Longe vai o tempo em que apenas se associava a cortiça às rolhas. O seu uso ultrapassou largamente esse conceito e hoje a cortiça está presente em vários segmentos do setor industrial como o automóvel, bebidas, construção, alvenaria, decoração, entre outros; é usada em revestimentos de solos e isolamentos térmicos e acústicos, no fabrico de instrumentos musicais, artigos de decoração e componentes para calçados.

 

#Cortiça e as suas características inigualáveis

Este tecido vegetal – a cortiça – que é, com todo o cuidado, arte e engenho, extraída dos sobreiros e que demora tanto tempo a formar-se, possui qualidades únicas e características inigualáveis que até hoje ninguém conseguiu imitar:

·    é extremamente leve

·    é impermeável a líquidos e gases

·    é elástica e compressível

·    tem propriedades de excelente isolante térmico e acústico

·    tem combustão lenta

·    é muito resistente ao atrito

 

#Aglomerado de cortiça em peças de decoração

O aglomerado de cortiça é uma das potenciais transformações que difere da cortiça chamada “convencional” ou “de rolha”, pelo seu aspeto e o cheiro. Este aglomerado, vulgarmente conhecido por aglomerado negro de cortiça, não tem qualquer tipo de cola ou aditivo na sua elaboração, é unicamente constituído por cortiça.

Devido ao processo de criação, realizado sem aglutinantes sintéticos, apenas com o vapor de água sobreaquecido e por ser um produto extremamente ecológico – que no seu desenvolvimento 93% da energia consumida é biomassa, tendo uma percentagem mínima de 5% de CO 2 produzido – é uma cortiça extremamente resistente às diversas condições climatéricas. 

O aglomerado de cortiça é um produto que pode ser reciclado e com uma enorme durabilidade e sustentabilidade, o que permite a sua utilização em peças e materiais de decoração. 

 

#Cuidados para manter uma peça como nova

Os cuidados a ter com peças que envolvam aglomerado negro, por ser um produto 100% natural e por ter todas as características descritas acima, não são muitos nem diferentes dos que deve ter com a cortiça. Mantenha a sua peça como nova com estas três dicas:

·   Para a limpeza diária, use um pano macio e seco para remoção de impurezas.

·   Quando necessário utilize um pano humedecido com água e um pouco de sabão normal, por exemplo, sabão azul, limpando a superfície uniformemente. Tenha apenas a preocupação de evitar a concentração de água e sabão num só ponto.

·   Não utilize qualquer produto químico, vai danificar a peça.

 

A cortiça por ser uma matéria-prima 100% natural, além de requerer poucos cuidados de manutenção, permite uma diversidade de utilizações enorme, sendo a nossa imaginação o limite, pois pode ir da tradicional rolha a um sofá de sala, a uma pulseira ou até uma peça de roupa.