Madeira nacional, matéria-prima de excelência no mobiliário!

madeira

A madeira é uma das matérias-primas portuguesas mais procuradas, devido à sua qualidade e à sua elegância na decoração. Ter uma forte presença da madeira na decoração é um aspeto tipicamente português. Como é intemporal e adequa-se a qualquer tipo de decoração, pode fazer parte desde um design de interiores mais contemporâneo e arrojado ao mais rústico e tradicional. O pinho, a nogueira, o carvalho e a cerejeira são madeiras com carimbo português muito privilegiadas na decoração.


#Pinho, a madeira de eleição para a escultura

O pinho é uma madeira portuguesa bastante fácil de trabalhar e, por isso, é ideal para fazer pequenas peças decorativas. Esta madeira tem uma cor clara e é muito suave ao toque. Está presente em várias peças nossas como, por exemplo, na nossa consola “Cabeça de Alho Chocho”. O pinho português tem propriedades únicas que tornam esta madeira tão especial:

• Resiste ao encolhimento e ao inchaço;

• É uma madeira leve;

• É fácil de pintar, se quiser utilizar esta madeira num mobiliário para quartos de crianças;

• Tem uma densidade média.

Apesar de ver, por vezes, o pinho em revestimentos interiores, esta madeira é mais utilizada em mobiliário. É comum ver o pinho em decorações mais rústicas e tradicionais, principalmente em mesas, sejam de jantar ou centro de sala, e em cadeiras, dando um toque bem à moda portuguesa à decoração.

 

#Nogueira, uma das madeiras mais apreciadas no mercado

A cor e a elegância da nogueira nacional são inconfundíveis: é uma madeira que varia entre o avermelhado e o café-escuro e, por isso, famosa pela elegância que confere a uma decoração. Os seus veios dão um desenho bastante original e exclusivo às peças que a tenham na sua constituição.

Esta madeira portuguesa é muito apreciada no mercado mobiliário e da construção por ser bastante resistente. Esta é a principal característica que a distingue de outras madeiras e materiais portugueses, como se pode comprovar pelas suas características:

• Elevada estabilidade;

• Resistente à variação de temperatura e humidade;

• É uma madeira dura;

• Tem boa densidade.

Devido à sua elegância, o uso que se pode dar à nogueira numa decoração é enorme. Esta madeira fica muito bem como pavimento, no revestimento de paredes ou em mobiliário. As suas características estéticas costumam ser frequentemente utilizadas para mesas e armários.

 

#Carvalho, o rei das árvores

Uma madeira “made in Portugal”, o carvalho sempre foi uma das madeiras mais utilizadas na construção civil e na decoração. Já para não falar que uma das espécies de carvalho é a responsável por nos dar a nossa famosa cortiça.

É muito comum que encontre esta madeira na construção da sua casa e no exterior por ser uma madeira muito forte. Os seus fatores de diferenciação passam pela grande durabilidade e resistência à deformação.

• É uma madeira robusta e dura;

• Tem uma estabilidade média;

• Resistente ao frio e à humidade;

• Boa textura;

• Apesar de ser sólida e forte, deve ter cuidado ao usar nesta madeira produtos com componentes ácidos.

Pelas suas características, consegue-se perceber que a madeira do carvalho é ideal para decorações mais rústicas e tradicionais. O que não quer dizer que não possa dar um toque diferente a decorações mais originais. Exemplo disso é o nosso banco “Cu de Judas”.

Como é uma madeira essencialmente clara, os seus anéis escuros dão lhe um toque bastante invulgar e especial. Por isso, o carvalho é muito procurado em mobiliário e para o soalho.

 

# Cerejeira, a madeira portuguesa da elegância

Apesar de ser uma madeira difícil de trabalhar, a cerejeira é uma madeira bastante popular para o mobiliário, devido à sua elegância e sofisticação. A sua cor varia entre o castanho claro e o castanho avermelhado.

Esta madeira tem uma característica muito especial: possui um odor muito ligeiro. As suas restantes características passam por:

• Ser uma madeira estável e resistente;

• Ser versátil;

• Ter um acabamento liso e um toque sedoso;

• Ser uma madeira dura;

• Dever ser usada apenas em ambientes interiores.

Os nós diminutos da cerejeira fazem com que esta madeira tenha um acabamento muito bonito e, por isso, é privilegiada no mobiliário mais trabalhado. É também muito comum encontrar esta madeira em móveis, mesas, estantes, entre outros.

O pinho, a nogueira, o carvalho e a cerejeira são madeiras nobres e de excelência que conseguimos encontrar no território português. Por isso, aposte em produtos que tenham matérias-primas 100% portuguesas: o selo de qualidade está garantido. Se mobiliário e o design com carimbo português são assuntos do seu interesse, subscreva o nosso blog para partilharmos consigo o melhor que Portugal tem!