Matérias-primas portuguesas: Será que conhece estas 5?

matérias-primas

As matérias-primas portuguesas são cada vez mais procuradas pela sua qualidade e excelência. Hoje em dia, já são muitas as pessoas que procuram um carimbo 100% português para o design dos seus espaços, sejam eles comerciais ou particulares. Por exemplo, há restaurantes a recuperar a Portugalidade na sua decoração. De facto, existe uma crescente aposta na Portugalidade e nos produtos que utilizam matérias-primas tipicamente portuguesas. Por isso, damos-lhe a conhecer algumas matérias-primas que fazem parte da nossa cultura.


1. Cerâmica

Numa casa portuguesa, a cerâmica é uma das matérias-primas que não pode faltar. Mas o seu valor não é conhecido apenas nos quatro cantos de Portugal. A nível internacional, a cerâmica é considerada uma das matérias-primas portuguesas de excelência, pela sua resistência, sonoridade e sofisticação.

A cerâmica portuguesa dá origem aos tradicionais azulejos, mas também a peças como vasos, jarras, loiças, utilizadas em design de interiores com linhas mais modernas, podendo ter alguns apontamentos tradicionais. Há inclusive coleções de design e movimentos que estão a promover esta matéria-prima portuguesa, homenageando a sua produção nacional.

 

2. Burel

Já demos a conhecer as qualidades do burel, como isolador térmico e acústico, com um elevado grau de resistência e impermeabilidade. No entanto, o burel é muito mais do que um material versátil. Composto por 100% lã de ovelha, o burel representa a história e a tradição dos pastores da Serra da Estrela. Sendo este tecido tão tipicamente português, deixou de ser apenas usado para fazer as capas e capotes dos pastores para ganhar destaque no design de interiores.

Com o objetivo de enaltecer as matérias-primas “made in Portugal”, começou-se a perceber que as características do burel também se podiam estender ao design de interiores, como, por exemplo, em revestimentos, coberturas de mobiliário, candeeiros, almofadas, tapetes, entre outros. Do tradicional ao moderno, este material dá um ambiente confortável e acolhedor à sua casa, independente do estilo de design que adotar.

 

3. Lã

Em Portugal, existem cerca de dezasseis tipos de lã registados. Os mais conhecidos vêm do Minho e da zona transmontana. Para além do burel, a lã desdobra-se em muitas outras peças e tecidos que estão a ser cada vez mais usados no design de interiores, principalmente nas coleções de Inverno. É comum ver-se, numa casa tipicamente portuguesa, mantas, almofadas e decorações de parede com esta matéria-prima.

No design de interiores mais moderno e sofisticado, estas peças em lã tornam o ambiente mais acolhedor e aconchegante, e algumas dão até um toque de originalidade, tornando-se a peça de destaque na divisão.

 

4. Cortiça

A cortiça também já conquistou o seu lugar como matéria-prima de excelência no design de interiores, graças à sua versatilidade. Lá fora, esta é uma das matérias-primas que fazem parte da identidade portuguesa, não fosse Portugal o responsável por cerca de 55% da sua produção mundial.

E se antes a cortiça era apenas utilizada nas rolhas de vinho, hoje em dia tanto portugueses como turistas querem ter em casa produtos compostos por esta matéria-prima tão portuguesa.

As características da cortiça contribuem para a sua qualidade e sucesso no design de interiores: um excelente isolamento, impermeabilidade, resistência, durabilidade e de fácil manutenção. Para além disso, transforma o design de interiores em algo mais elegante e moderno, ao mesmo tempo que acrescenta um toque agradável e simples.

 

5. Madeira

A madeira portuguesa é também uma das matérias-primas mais privilegiadas no design de interiores, tanto para mobiliário, como para pavimentos ou revestimentos. Já aqui partilhamos as características de quatro madeiras portuguesas de excelência – o pinho, a nogueira, o carvalho e a cerejeira – e o que as torna tão especiais no design de interiores.

A pesar da madeira ser uma matéria-prima bastante versátil, é preciso ter em conta que cada tipo tem as suas especificidades e, por isso, são mais indicados para uns projetos do que outros.

É preciso ter em consideração a sua resistência à humidade, durabilidade, dureza, entre outros. A madeira fica bem em qualquer decoração, seja ela mais moderna ou rústica. De qualquer forma, pode sempre ter a garantia que esta matéria-prima irá conferir ao espaço um ar acolhedor e elegante.


Cada uma destas matérias-primas transmite de forma diferente a história e a cultura portuguesas. São matérias-primas de excelência e de ótima qualidade, que cada vez mais são valorizadas pelos portugueses por serem 100% nacionais. Os estrangeiros que vêm conhecer Portugal ficam deliciados com toda esta riqueza de materiais e produtos característicos.

Se também para si as nossas matérias-primas e os nossos produtos têm um valor excecional, subscreva o nosso blog. Somos uma marca que trabalha com matérias-primas portuguesas, cujos produtos são totalmente produzidos em Portugal, que valoriza a produção nacional.